Atuação - Desenvolvimento Urbano e Turístico

PLANO DE DESENVOLVIMENTO LOCAL E SANEAMENTO INTEGRADO

PLANO DE DESENVOLVIMENTO LOCAL INTEGRADO,
PROJETO DE SANEAMENTO INTEGRADO E
PROGRAMA DE TRABALHO SOCIAL

PLANO DE DESENVOLVIMENTO LOCAL INTEGRADO, PROJETO DE SANEAMENTO INTEGRADO E PROGRAMA DE TRABALHO SOCIAL

Planejamento e Projeto abrangendo os segmentos de Urbanização, Paisagismo, Aspectos Jurídico-Legais, Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Drenagem, Sistema Viário, Resíduos Sólidos, Energia Elétrica, Iluminação Pública, Equipamentos Comunitários, Transportes Urbanos, Meio Ambiente e Gestão de Serviços Públicos (incluindo o abastecimento de água, esgotamento sanitário, coleta e disposição de resíduos sólidos, manutenção de vias públicas, manutenção de áreas e Equipamentos Públicos e iluminação públicas), tudo isto com a participação e envolvimento da comunidade a ser beneciada. Municípios: República SP (2005 - 2006) | Terezina PI (2005 - 2007) | Paulista PE (2004 - 2007)

PLANO DIRETOR URBANÍSTICO
TORRE E ZUMBI

PLANO DIRETOR URBANÍSTICO TORRE E ZUMBI

Trata-se de um Planejamento Integrado que teve como objetivo principal melhorar a qualidade de vida dos habitantes de TORRE e ZUMBÌ com a realização de ações nos setores de infra-estrutura e social visando a urbanização e o resgate da cidadania. Foram desenvolvidos trabalhos nos seguimentos urbanização, abastecimento de água, esgotamento sanitário, rede viária, terraplenagem, drenagem, urbana e iluminação pública. Trata-se de aglomerados subnormais na cidade de Recife, onde o planejamento foi acompanhado de um Trabalho Social.
A proposta para urbanização contemplou Ordenamento e Uso do Solo e de Equipamentos de Uso Público e Sociais. O planejamento é integrante do PROJETO RECIFE/ÁREAS POBRES. (Abril/1986 - Agosto/1986)

PLANO URBANO AMBIENTAL MUNICÍPIO DE TORITAMA

Os serviços objeto desse contrato são parte integrante do Projeto de Sustentabilidade Hídrica de Pernambuco – PSHPE, uma ação do Governo do Estado, parcialmentenanciada pelo Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) – Banco Mundial, com execução pela Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos do Estado de Pernambuco (SRHE-PE).
O PUA/Toritama está estruturado em processos, os quais segmentam-se entre Planejamento e Mobilização, Diagnóstico Integrado e Projeção do Futuro e Proposições. Ou seja, é desenvolvido a partir desses três macroprocessos (2013 - 2015).

PROGRAMA DE TRABALHO SOCIAL PROGRAMA DE SANEAMENTO INTEGRADO

Planejamento e Projeto abrangendo os segmentos de Urbanização, Paisagismo, Aspectos Jurídico- Legais, Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Drenagem, Sistema Viário,Resíduos Sólidos, Energia Elétrica, Iluminação Pública, Equipamentos Comunitários, TransportesUrbanos, Meio Ambiente, atividades sociais de participação social e capacitação eGestão de Serviços Públicos (incluindo o abastecimento de água, esgotamento sanitário, coletae disposição de resíduos sólidos, manutenção de vias públicas, manutenção de áreas e Equipamentos Públicos e iluminação públicas), tudo isto com a participação e envolvimento da comunidade a ser beneciada (2006 - 2007).

MAPEAMENTO E DIAGNÓSTICO
URBANO SOCIAL, CONCEPÇÃO URBANÍSTICA
SANEAMENTO INTEGRADO

MAPEAMENTO E DIAGNÓSTICO URBANO SOCIAL, CONCEPÇÃO URBANÍSTICA SANEAMENTO INTEGRADO

Execução dos serviços “Engenharia Consultiva para: (1) Mapeamento e Diagnóstico Urbano Social das Áreas de Baixa Renda; (2) Concepção Urbanística Preliminar das Áreas Críticas de Interesse; (3) Elaboração dos Projetos de Saneamento Integrado de Áreas Prioritárias e (4) Apoio ao Gerenciamento no Âmbito da Autarquia de Saneamento da Cidade do Recife – SANEAR”. Tem como objetivo elaborar um censo completo das famílias residentes em áreas críticas, apontando as condições de moradia, saneamento, coleta de lixo, ilumina- ção, abastecimento de água, além da presença ou não de equipamentos públicos - áreas de lazer, atendimento médico, escolas e creches.

O mapeamento das áreas críticas da capital pernambucana está organizado em três módulos e quatro etapas. O módulo de mapeamento, que compreendeu o trabalho de coleta de campo; o módulo de cadastro/pesquisa, onde serão visitadas até 50mil moradias. Nessa etapa serão coletados informações do imóvel (caracterização) e da(s) família(s) residentente(s). Na 3ª etapa são elaborados os estudos de concepção urbanística preliminar, ou seja, quais as melhores alternativas, a curto, médio e longo prazos, para requalificação urbana das áreas prioritárias.