Atuação - Desenvolvimento Urbano e Turístico

PLANO DE DESENVOLVIMENTO LOCAL E SANEAMENTO INTEGRADO

PLANO DE DESENVOLVIMENTO LOCAL INTEGRADO,
PROJETO DE SANEAMENTO INTEGRADO E
PROGRAMA DE TRABALHO SOCIAL

PLANO DE DESENVOLVIMENTO LOCAL INTEGRADO, PROJETO DE SANEAMENTO INTEGRADO E PROGRAMA DE TRABALHO SOCIAL

Planejamento e Projeto abrangendo os segmentos de Urbanização, Paisagismo, Aspectos Jurídico-Legais, Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Drenagem, Sistema Viário, Resíduos Sólidos, Energia Elétrica, Iluminação Pública, Equipamentos Comunitários, Transportes Urbanos, Meio Ambiente e Gestão de Serviços Públicos (incluindo o abastecimento de água, esgotamento sanitário, coleta e disposição de resíduos sólidos, manutenção de vias públicas, manutenção de áreas e Equipamentos Públicos e iluminação públicas), tudo isto com a participação e envolvimento da comunidade a ser beneciada. Municípios: República SP (2005 - 2006) | Terezina PI (2005 - 2007) | Paulista PE (2004 - 2007)

PLANO DIRETOR URBANÍSTICO
TORRE E ZUMBI

PLANO DIRETOR URBANÍSTICO TORRE E ZUMBI

Trata-se de um Planejamento Integrado que teve como objetivo principal melhorar a qualidade de vida dos habitantes de TORRE e ZUMBÌ com a realização de ações nos setores de infra-estrutura e social visando a urbanização e o resgate da cidadania. Foram desenvolvidos trabalhos nos seguimentos urbanização, abastecimento de água, esgotamento sanitário, rede viária, terraplenagem, drenagem, urbana e iluminação pública. Trata-se de aglomerados subnormais na cidade de Recife, onde o planejamento foi acompanhado de um Trabalho Social.
A proposta para urbanização contemplou Ordenamento e Uso do Solo e de Equipamentos de Uso Público e Sociais. O planejamento é integrante do PROJETO RECIFE/ÁREAS POBRES. (Abril/1986 - Agosto/1986)

PLANO URBANO AMBIENTAL MUNICÍPIO DE TORITAMA

Os serviços objeto desse contrato são parte integrante do Projeto de Sustentabilidade Hídrica de Pernambuco – PSHPE, uma ação do Governo do Estado, parcialmentenanciada pelo Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) – Banco Mundial, com execução pela Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos do Estado de Pernambuco (SRHE-PE).
O PUA/Toritama está estruturado em processos, os quais segmentam-se entre Planejamento e Mobilização, Diagnóstico Integrado e Projeção do Futuro e Proposições. Ou seja, é desenvolvido a partir desses três macroprocessos (2013 - 2015).

PROGRAMA DE TRABALHO SOCIAL PROGRAMA DE SANEAMENTO INTEGRADO

Planejamento e Projeto abrangendo os segmentos de Urbanização, Paisagismo, Aspectos Jurídico- Legais, Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Drenagem, Sistema Viário,Resíduos Sólidos, Energia Elétrica, Iluminação Pública, Equipamentos Comunitários, TransportesUrbanos, Meio Ambiente, atividades sociais de participação social e capacitação eGestão de Serviços Públicos (incluindo o abastecimento de água, esgotamento sanitário, coletae disposição de resíduos sólidos, manutenção de vias públicas, manutenção de áreas e Equipamentos Públicos e iluminação públicas), tudo isto com a participação e envolvimento da comunidade a ser beneciada (2006 - 2007).

MAPEAMENTO E DIAGNÓSTICO
URBANO SOCIAL, CONCEPÇÃO URBANÍSTICA
SANEAMENTO INTEGRADO

MAPEAMENTO E DIAGNÓSTICO URBANO SOCIAL, CONCEPÇÃO URBANÍSTICA SANEAMENTO INTEGRADO

Execução dos serviços “Engenharia Consultiva para: (1) Mapeamento e Diagnóstico Urbano Social das Áreas de Baixa Renda; (2) Concepção Urbanística Preliminar das Áreas Críticas de Interesse; (3) Elaboração dos Projetos de Saneamento Integrado de Áreas Prioritárias e (4) Apoio ao Gerenciamento no Âmbito da Autarquia de Saneamento da Cidade do Recife – SANEAR”. Tem como objetivo elaborar um censo completo das famílias residentes em áreas críticas, apontando as condições de moradia, saneamento, coleta de lixo, iluminação, abastecimento de água, além da presença ou não de equipamentos públicos - áreas de lazer, atendimento médico, escolas e creches.

O mapeamento das áreas críticas da capital pernambucana está organizado em três módulos e quatro etapas. O módulo de mapeamento, que compreendeu o trabalho de coleta de campo; o módulo de cadastro/pesquisa, onde serão visitadas até 50mil moradias. Nessa etapa serão coletados informações do imóvel (caracterização) e da(s) família(s) residentente(s). Na 3ª etapa são elaborados os estudos de concepção urbanística preliminar, ou seja, quais as melhores alternativas, a curto, médio e longo prazos, para requalificação urbana das áreas prioritárias.